Breaking News
recent

Com aval de Rui, Zé Neto articula candidatura a deputado federal: 'Hora de pensar em Brasília’

Terça, 19 de Setembro de 2017 - 00:00


por Bruno Luiz
Com aval de Rui, Zé Neto articula candidatura a deputado federal: 'Hora de pensar em Brasília’
Foto: Tiago Dias/ Bahia Notícias
Atualmente líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), função que ocupa desde os tempos de Jaques Wagner, o deputado estadual Zé Neto (PT) começa a pavimentar um futuro na Câmara dos Deputados. Nas eleições do ano que vem, o petista pode ser candidato a deputado federal representando o município de Feira de Santana, onde está sua base eleitoral. E a possível candidatura tem a bênção do governador do Estado, Rui Costa, que externou apoio ao correligionário em entrevista a uma rádio local nesta segunda-feira (18). Segundo o chefe do Executivo estadual, Zé Neto tem aval do governo para ser o candidato de Feira à Câmara. Em entrevista ao Bahia Notícias, o parlamentar afirmou que já está conversando com sua base e com seu grupo político no PT, a Democracia Socialista (DS), sobre o assunto. De acordo com ele, “talvez seja a hora de pensar em Brasília”. “Essa possibilidade já está no meu radar, mas uma decisão dessa passa por conversar com todo mundo. Eu vou esperar passar essa movimentação da reforma política e, daqui até o mês que vem, decidir qual o nosso caminho”, declarou. O parlamentar apontou o “vazio político” na Princesa do Sertão como um dos motivos para possivelmente concorrer a uma vaga em Brasília. O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Fernando Torres (PSD), atualmente licenciado do mandato de deputado federal, tem mostrado desejo de disputar o próximo pleito como candidato a deputado estadual, assim como Angelo Almeida (PSB), que deve tentar a reeleição para AL-BA. Com isso, a base governista não teria nenhum representante federal em um município como Feira, o segundo maior da Bahia. Na oposição ao governo Rui Costa, o vice-prefeito Colbert Martins (PMDB), suplente na Câmara, deve assumir a prefeitura no próximo ano porque o prefeito José Ronaldo (DEM) quer disputar uma vaga para o Senado. Já o deputado federal Irmão Lázaro (PSC) pode voltar a concorrer a uma cadeira, mas no Legislativo estadual. A situação geraria o “vazio político” apontado por Zé Neto. “Há um mês, eu não queria nem discutir o tema. Mas, com a morte de Roony [Miranda, presidente da Câmara de Vereadores de Feira], que era o candidato natural – ele já tinha dito que apoiaria Rui, que viria para o nosso grupo – acabou ficando um vazio na cidade. É difícil enxergar Feira sem deputado federal”, ponderou. Os pedidos da DS para que participe da disputa também devem ser cruciais na decisão do líder do governo. “Por enquanto, minha vontade pessoal era permanecer estadual. Mas, em política, não há vontade pessoal”, contemporizou. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.