Breaking News
recent

Após boicote, bancada do PP se reúne com Leão para decidir se “fica em paz” com o governo


A bancada do PP na Assembleia Legislativa da Bahia continua insatisfeita com o governador Rui Costa. Os representantes do partido da base e do vice governador  da Bahia, João Leão, não compareceram na votação do projeto do Executivo, em forma de protesto. O “boicote” foi porque o vice governador João Leão (PP) fez uma nomeação em Iaçu enquanto estava como governador em exercício, mas não foi publicado no Diário Oficial. O governador teria vetado a nomeação.  A bancada não gostou e se posicionou na última sessão.  

O líder da bancada na Alba e vice presidente da Casa, deputado Luiz Augusto (PP) explicou que houve  “uma deselegância em relação ao vice-governador. Josias Gomes [Secretário de Relações Institucionais] combinou e não cumpriu. Não teve motivo para brigar, mas ele deu a palavra e não cumpriu”, bradou. 

O parlamentar confirmou ainda que a situação não foi resolvida. “Mostramos o nosso posicionamento que não concordamos com essa situação. Não resolveu, está do mesmo jeito. O problema não é tão grande, é só mesmo pelo quebra de palavra”. A paz, no entanto, pode ser selada em breve. Uma reunião com João Leão decidirá se os deputados continuam ou não “protestando” nas sessões. “Vamos conversar com Leão. Fizemos em protesto. Não foi uma decisão de Leão, foi de nós deputados”, afirmou Luiz Augusto. Uma fonte ligada a Leão disse ao BNews que “aguarda que o governo reveja as posições e que não é a primeira vez que a Serin toma uma atitude como essa sem consultar os partidos”. 
Já o deputado Antônio Henrique Júnior (PP) negou que houve boicote. “ Houve um desajuste no dia da votação por uma questão de articulação do governo. Não há boicote algum. O parlamentar reafirma ainda que ele e o Partido Progressista (PP) estão juntos com o governador Rui Costa na "correria" pela Bahia”, disse, em nota, através da assessoria. 

Integram a bancada progressista na Alba os deputados Aderbal Caldas, Antônio Henrique Júnior, Eduardo Sales, Luiz Augusto e Robinho.
Para a próxima terça-feira (3) está em pauta o projeto 22.417/2017 que autoriza o Poder Executivo a renegociar as operações de crédito firmadas com recursos do Banco Nacional e Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Há três semanas que o governo tenta votar e não consegue quórum suficiente. Antes disso, tentou votá-la em Comissão Conjunta, mas também não obteve êxito. A última sessão foi derrubada por falta de quórum de votação. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.