Breaking News
recent

Poder360: Bolsonaro lidera em cenários sem Lula; nome tucano influencia disputa

Quarta, 16 de Agosto de 2017 - 10:30


Poder360: Bolsonaro lidera em cenários sem Lula; nome tucano influencia disputa
Foto: Roberto Stuckert | Agência Câmara
Pesquisa DataPoder 360 divulgada nesta quarta-feira indica que se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 71 anos, não participasse da eleição presidencial em 2018, o maior impacto positivo seria sobre a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), que saiu do PSC para se filiar ao PEN (que mudará o nome para Patriota). Em um dos cenários, sendo Lula substituído pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), Bolsonaro atinge 27% da preferência, liderando com margem elevada: o segundo lugar, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), obtém apenas 9%. Na sequência aparecem empatados Ciro Gomes (8%) e Marina Silva (8%), e finalmente Haddad, com 3%. Brancos e nulos conseguem reunir ainda mais pessoas: são 38% dos entrevistados, enquanto 7% não souberam ou não responderam. Ainda sem Lula, se o concorrente do PSDB for o prefeito de São Paulo, João Dória, a diferença entre Bolsonaro e os outros postulantes diminui: o deputado consegue 25% e permanece em primeiro lugar, seguido do tucano (12%), de Ciro (9%), de Marina (6%), e finalmente Haddad (5%). Brancos e nulos ainda respondem pela maioria: são 36%. Os que não souberam ou não opinaram representam 8%. Nos cenários em que Lula participa, ele lidera e Bolsonaro aparece em segundo – quem faz a diferença é o candidato do PSDB. Quando o tucano em questão é Alckmin (4%), a disputa fica entre os dois primeiros: Lula fica com 32% e Bolsonaro com 25%. Ciro fica com 4% e Marina em último, com 3%. A quantidade de nulos e brancos ainda é elevada (23%); 10% não souberam ou não opinaram. Na simulação com Dória, Lula perde um ponto percentual, mas ganha distância: enquanto tem 31%, Bolsonaro passa a ter 18%. Dória fica logo atrás com 12%, seguido de Ciro (6%) e Marina (3%). A quantidade de brancos e nulos se mantém em 23%; 7% não souberam ou não opinaram. Foram entrevistadas 2.088  pessoas em 197 cidades entre os dias 12 e 14 de agosto. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.