Breaking News
recent

Nilo procura 'bênção' de Otto para decidir novo destino partidário

Terça, 29 de Agosto de 2017
por Bruno Luiz
Nilo procura 'bênção' de Otto para decidir novo destino partidário
Foto: Cláudia Cardozo/ Bahia Notícias
Em conversa na semana passada, na qual fez as “pazes” com o senador Otto Alencar (PSD-BA) - os dois estavam com relações estremecidas desde que o social-democrata apoiou a vitoriosa candidatura do correligionário Angelo Coronel para presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) -, o deputado estadual Marcelo Nilo (PSL), além de retomar os laços pessoais e políticos, pediu a “bênção” do cacique do PSD para decidir seu novo destino partidário. Como já admitido publicamente, Nilo tem articulado sua saída do PSL, sigla que preside no estado, caso a reforma política inviabilize a sobrevivência da sigla. No cardápio político, aparecem três opções: PSB, PR e Podemos. Em entrevista ao Bahia Notícias, Nilo detalhou a conversa. “Conversei com ele que estava pensando em ir para três partidos: PSB, Podemos e PR. Fui ver quais são as melhores possibilidades, ouvir a experiência dele. Já ouvi também a opinião de Wagner. Está faltando apenas conversar com o governador”, explicou o ex-presidente da AL-BA. De acordo com informações apuradas pela reportagem, a reunião entre os dois teve um objetivo mais específico. Nilo teria pedido a Otto para solicitar a Rui intervenção nas negociações dele com o deputado federal José Carlos Araújo, que comanda o PR no estado. O ainda social-liberal vê na legenda espaço para pleitear a tão sonhada vaga para o Senado na chapa majoritária da virtual candidatura à reeleição do governador. No PSB, esta possibilidade é improvável, já que o partido reivindica o nome de Lídice da Mata para concorrer novamente ao posto. Entretanto, Nilo negou ter pedido qualquer tipo de apoio neste sentido a Otto. Mas chegou a dizer que existe uma “grande possibilidade” de ingressar no PR. Acabou, posteriormente, recuando na declaração. “A preferência minha é continuar pelo PSL. Vou esperar a reforma política para ver o que é melhor para o nosso grupo político”, declarou, enfatizando ser candidato a deputado federal. No entanto, ao citar nomes que almejam vaga para o Senado na chapa de Rui, incluiu o próprio nome. Procurado pelo BN, Araújo disse que mantém as conversas com Nilo, mas negou saber do teor do encontro entre o parlamentar e Otto. “O que é que Otto tem a ver com o PR? Ele tratou com Otto da filiação dele com o PSD”, comentou. O parlamentar também classificou o possível futuro colega de partido como um “bom nome” para a disputar pela sigla um mandato de deputado federal. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.