Breaking News
recent

Marca de cosméticos é condenada a pagar indenização a Patrícia Poeta




O juiz Mauro Nicolau Júnior, da 48ª Vara Cível da Capital, condenou a Nutreo Comércio Produtos Homeopáticos a pagar indenização em torno de R$ 30 mil a Patrícia Poeta. A empresa teria feito propaganda enganosa e uso indevido da imagem da jornalista associando sua perda de peso ao produto. 

Segundo a apresentadora, a perda de peso foi realizada com reeducação alimentar após cortar alimentos como doces, bolo e pão do cardápio. Ao site Purepeople, a assessoria confirmou a vitória da jornalista na ação através de um comunicado: "O juiz Mauro Nicolau Junior, titular da 48ª vara Cível da Capital, julgou procedentes os pedidos de indenização por dano moral e pela utilização indevida da imagem da Patricia, considerando que a ré praticou ato ilícito extracontratual, pois nunca adquiriu, não utilizou o produto Cactinea, nem tampouco autorizou a vinculação de sua imagem ao produto."

"Entendeu o juiz que fora praticada propaganda enganosa, e determinou que a empresa publique, em um jornal de grande circulação e em sua página do Facebook, a informação de que a autora não adquiriu, nem utilizou o produto e que o seu emagrecimento não se deu em virtude daquele suplemento", acrescentou o comunicado do advogado Luis Cláudio Costa. "Ela ganhou a audiência e a indenização será toda doada para um lar beneficente de Porto Alegre', disse a representante da apresentadora.

Em seu perfil do Instagram, Patricia Poeta fez um desabafo com seus seguidores. "De uns tempos pra cá, tenho recebido milhares de mensagens e perguntas de muitos de vocês, já que tem gente se aproveitando e usando minha imagem na internet para vender remédios para emagrecer. Não tomei Cactinea e nenhum desses produtos ditos 'milagrosos' e sequer conheço eles", afirmou a artista. A jornalista também usou a publicação para fazer um alerta aos seus admiradores, que mandaram e-mails após vê-la em propaganda enganosa na web: "Fico preocupada ao saber que muitos de vocês compram esses medicamentos acreditando que tomei eles de fato. Não é verdade. Longe disso! Como cidadã e pessoa pública, é meu dever entrar na Justiça contra esses criminosos e alertar o consumidor de boa fé. Para emagrecer, é preciso ter força de vontade mesmo. Fazer uma reeducação alimentar orientada por um bom profissional e exercícios físicos! Saúde em primeiro lugar!", declarou.

A empresa também deverá publicar em joranl de grande circulação e em sua página oficial do Facebook a informação de que Patrícia Poeta não adquiriu ou utilizou os produtos e nem autorizou o uso da sua imagem como propaganda. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.