Breaking News
recent

Triplex do Guarujá: o que dizem ex-executivos da OAS, o Ministério Público Federal e o ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta-feira (10) em um dos processos da Lava Jato. Ele é acusado de receber R$ 3,7 milhões em propina, de forma dissimulada, da empreiteira OAS. Em troca, segundo a denúncia, ela era beneficiada em contratos com a Petrobras. Como parte da propina, está um triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. O ex-presidente nega as acusações.

O ex-diretor do OAS Empreendimentos Roberto Ferreira afirmou, em depoimento, que o triplex no Guarujá foi reservado para o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia Lula da Silva. Ele afirmou que foi junto com Lula e Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, até o Condomínio Solaris. Depois dessa visita, Ferreira disse que foi solicitado a ele que fizesse um projeto e um orçamento de reforma para o triplex. De acordo com ele, a reforma foi feita e ficou em torno de R$ 1,1 milhão. "Não havia nenhuma orientação. Era para que fizesse para o ex-presidente", afirmou.
Os ex-executivos da OAS Empreendimentos Fábio Yanomine e Paulo Gordilho também disseram que as obras realizadas no triplex foram realizadas a pedido de Léo Pinheiro. Segundo os dois, ele nunca deixou claro os motivos pelos quais pediu as reformas, mas disseram imaginar que o ex-presidente receberia o apartamento. Eles ainda afirmam que houve visitas da família do ex-presidente ao imóvel.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.