Breaking News
recent

Pesquisa mostra que um terço dos brasileiros conhece alguém que foi assassinado


Pesquisa mostra que um terço dos brasileiros conhece alguém que foi assassinado

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (8) pelo Instituto Datafolha apontou que um terço dos brasileiros diz ter ao menos um parente, amigo ou conhecido próximo vítima de homicídio ou latrocínio, o roubo seguido de morte. Em um total de 2.065 pessoas, 35% disseram conhecer alguém morto de forma violenta. Segundo o instituto, são, portanto, pelo menos 50 milhões de brasileiros que tiveram contato próximo com uma morte violenta. As pesquisa, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, como parte da campanha "Instinto de Vida", foi realizada entre os dias 3 e 8 de abril deste ano, ouvindo pessoas de 16 anos ou mais, em 150 municípios. O levantamento mostra ainda que 78% dos entrevistados creem que quanto mais armas em circulação, mais mortes haverá no Brasil. Esta informação deixa evidente que a maioria da população vê a necessidade do controle de armas como uma maneira de reduzir a violência no país. O número sobe ainda mais quando o recorte é racial. Quando são analisadas apenas as respostas dos participantes negros, a incidência de pessoas que conhecem uma vítima de homicídio ou latrocínio sobe para 38%. Quando só os brancos são levados em conta, a taxa cai para 27%. Da mesma forma, essa porcentagem é maior entre pessoas do sexo masculino (40%) do que do sexo feminino (31%). Ainda de acordo com a pesquisa, 12% dos entrevistados (cerca de 16 milhões de pessoas) perderam um parente ou amigo morto por policial ou guarda municipal, atingindo os 17% dos brasileiros entre 16 e 24 anos. O levantamento ainda mostrou que, para 94% dos participantes, o nível de homicídios é muito alto no Brasil.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.